Amo meu marido, mas estou saindo com outro. Como resolver essa situação?

Mesmo quando estamos em um relacionamento estável, baseado na confiança e todas qualidades possíveis, não há garantias de que não nos interessemos por outra pessoa. Isso pode acontecer em situações diversas, como no ambiente de trabalho, meio social, happy hour, enfim, não é preciso necessariamente estar em “local propício” para o despertar de tal interesse.

Talvez o diferencial entre um caso e outro seja a maneira de conduzir essa situação. Vivenciar? Se distanciar da nova paixão? Abrir o jogo para o parceiro? São possibilidades infinitas para situações e pessoas diversas.

O que fazer para lidar com essa situação?

Para responder a tal questionamento, vários fatores devem ser levados em conta. Há de se considerar o tipo de relacionamento (aberto, monogâmico, por exemplo), ou até mesmo aprofundar no porquê houve esse interesse; algo que falta no seu relacionamento atual, não tem sido tratada da forma que gostaria.

Sinceridade

O fato é, a sinceridade com certeza é o caminho mais claro e que permite ao outro poder fazer escolhas. Escolher entre se afastar ou fazer tentativas do resgate daquele encantamento que um dia teve, ou até mesmo, ainda haja o encanto, mas ainda assim, como dito anteriormente, o risco sempre está presente.

Antes de mais nada, procure entender o que acontece no seu interior, para a partir disso, tomar decisões prudentes.

Há sentimento ou apenas curiosidade?

Para uma conclusão acerca dessa situação, sobre permanecer com seu marido ou embarcar no novo romance, lembre-se: trata-se apenas de uma curiosidade que despertou seu interesse para sair da rotina ou de fato, há um sentimento maior envolvido?

Se o que envolve tal interesse for o mérito do “sair da rotina”, antes de tomar medidas mais drásticas, é possível caminhos alternativos com o seu marido, como propor programas diferentes a dois, viagens, atividades sexuais diferenciadas em locais diferentes também, são alguns exemplos de tentativas, que muitas vezes funcionam.

Caso essa sensação permaneça, talvez seja o momento de cada um seguir seu caminho, não que implique em necessariamente estar com outra pessoa em seguida, mas se houver interesse em outra pessoa, é válido também vivenciar novas experiências. Mas lembre-se: sempre com cartas na mesa, para que ambos desfrutem de suas escolhas.

A questão toda é: você tem CERTEZA do seu sentimento pelo outro?

Se sim, siga em frente, porque na realidade, não há mais o que ser superado, nem crise, nem fase ou rotina. Simplesmente não há mais amor nessa relação. Mesmo que nesse contexto haja filhos envolvidos, convenhamos que manter um relacionamento sem amor não é saudável para ninguém nessa história.

Por isso, jogue a real para ele. Ninguém merece e precisa estar em um faz de conta para manter um relacionamento de fachada. Dessa maneira, você se priva de ser feliz e a ele também, um atitude um tanto quanto egoísta, certo?

Pode parecer fácil de se aplicar isso ao escrever ou ler essas palavras, mas quando sentir essa insegurança, lembre-se que tempo perdido não se recupera nunca mais, até porque, o tempo não volta.

Se a situação for outra, como por exemplo, não ter a certeza sobre o que sente pelo outro, não deixe de usar a sinceridade ainda assim também, até porque isso pode ser a chave para uma possível solução, caso ainda haja amor entre vocês.

Todo ser humano está passível de apaixonar-se por outra pessoa. Acontece diariamente com diversos indivíduos, no mundo todo. O que diferencia um do outro, é se foram honestos com seus pares, lhes permitindo a chance da escolha.

É uma situação que não deve ser ignorada, mas sim, solucionada e esclarecida o mais brevemente possível, para que se, não possível for minar o sofrimento, ao menos haja a possibilidade de minimizá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *