Brigas no relacionamento: até que ponto é bom?

As brigas estão presentes em relações dos mais variados tipos, especialmente nas amorosas. O objetivo de todo casal que está em um relacionamento sério é ser feliz, mas as brigas podem assustar e até mesmo convencer que a relação está se perdendo.

As brigas em um relacionamento não são anormais, nem tóxicas e muito menos não saudáveis – elas geralmente ocorrem pela existência de duas diferentes opiniões que se embatem, mas isso não quer dizer que não há amor na relação.

Se você está em dúvida sobre seu próprio relacionamento, entenda:

  • Até que ponto as brigas são normais,
  • Quando você deve se preocupar,
  • Como saber se é saudável brigar,
  • Que tipo de discussões são saudáveis e “aceitáveis”.

Confira isso agora!

Brigas no relacionamento: até que ponto…

Até que ponto um relacionamento cheio de brigas é saudável?

Até que ponto motivos banais podem causar discussões?

Até que ponto vale a pena continuar em uma relação que só se desgasta através das muitas brigas?

Muitas coisas precisam ficar claras antes de você entender o que é normal em um relacionamento em termos de brigas e discussões e o que realmente extrapola os limites de uma boa convivência com o seu parceiro:

  1. Atritos, de vez em quando, são comuns e habituais – mesmo que seja apenas para fazer as pazes, posteriormente, na cama,
  2. Homens detestam discutir a relação,
  3. Algumas brigas podem ocorrer pelo item 2,
  4. Saber como discutir a relação é fundamental, o que pode evitar muitas brigas entre casais,
  5. Algumas brigas no relacionamento podem até serem evolutivas para os parceiros, desde que ocorram com respeito.

O que esses fatores querem dizer a você é que: você irá brigar com o seu parceiro, isso é um fato. Intensas ou não, as brigas no relacionamento são saudáveis, pois envolvem duas personalidades diferentes que, de uma forma ou outra, encontram uma maneira de provocar compreensão e mesmo demonstração de opiniões, justamente naquele momento de tensão e emoções à flor da pele.

Com os ânimos exaltados, o ser humano tem a tendência de soltar informações com mais facilidade – e isso, durante uma briga no relacionamento, pode ser essencial para trabalhar pontos falhos na relação e auxiliar na construção de algo mais harmônico.

Você pode perceber alguns sinais de quando as brigas no relacionamento já estão fora do que se considera “normal”. Por exemplo:

  • As brigas se iniciam por razões tão corriqueiras e, às vezes, vocês nem estão discutindo por conta desse motivo,
  • Há um motivo latente para ter iniciado a briga, que chateou você ou o(a) parceiro(a), porém não houve revelação do motivo, mas ocorreu a briga por conta do nervosismo que não ajuda a explicar o porquê.

Este tipo de sinal normalmente acontece em relacionamentos mais longos, pois há mais mágoas acumuladas que vão se manifestando aos poucos.

  • Quando o temperamento e o orgulho inflam – você ou o(a) parceiro(a) podem não conseguir admitir e reconhecer algum erro, esquecer que existe a tolerância e procurar manter a calma para uma discussão sadia.

Isso faz com que se inicie uma amargura que poderá ser guardada durante os anos e piorar a relação.

  • As brigas são caracterizadas pela falta de respeito:

As brigas no relacionamento permanecem dentro da normalidade até o momento em que não há ofensas. A partir desta mudança, é sinal que já não é saudável e a imagem que você tem do parceiro e vice-versa está alterada de alguma forma.

Relacionamento de quem briga dura mais?

Muitos relacionamentos acabam tendo um fim de maneira prematura pelo simples fato de não existir amor, mas também existem muitos por conta de ter interpretado errado a existência de brigas.

Você já pode ter parado para pensar que as brigas podem ser necessárias – pode também ter refletido que não deve existir casal por aí que nunca tenha brigado antes.

Alguns casais podem até evitar brigas, pois não são verdadeiros e honestos um com o outro.

Qual é a sua situação e de seu parceiro(a)?

Saudável é brigar de uma forma que aconteça uma comunicação clara – é saber lidar com nossos sentimentos antes que eles cresçam e se transformem em cargas negativas, sem um acúmulo de descontentamentos.

Por isso, existem alguns assuntos conflituosos que geram grandes brigas e discussões entre a maioria dos casais, tais como:

  1. Ciúmes,
  2. Dinheiro,
  3. Amizades do(a) parceiro(a),
  4. Falta de atenção,
  5. Responsabilidades (especialmente quando se está em um casamento).

Sendo assim, não adie. Não deixe algum assunto aumentar a qualidade negativo do que precisa ser encarado. As brigas no relacionamento mostram que há algo a ser melhorado entre ambos, dando oportunidade de refletir e melhorar o diálogo.

Você pode brigar, mas lembre-se de nunca perder o respeito pela pessoa com quem está convivendo. Brigar é, acima de tudo, demonstrar que você está preocupado(a) com o(a) parceiro(a) e uma forma de dizer que o(a) ama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *