Como Conquistar um Amor Impossível

Como é bom quando nos apaixonamos e percebemos que finalmente encontramos o amor da nossa vida, quando finalmente tudo faz sentido e nos sentimos nas nuvens, quando o abraço é quente e apertado, quando os olhos se cruzam, quando o coração acelera, quando as mãos suam, e quando os lábios se tocam, tudo é mágico, tudo é especial, tudo é colorido, a vida se torna completa e nos sentimos completos, encontrar o amor da nossa vida é como chegar ao fim de uma missão, é algo que percorremos por muito tempo e de repente, acontece, porém, nem sempre, tudo é um conto de fadas como nos livros e nos deparamos com uma realidade cuja preferíamos ter evitado, a realidade é dura e muitas vezes os fracassos são maiores do que as conquistas, os obstáculos maiores do que a nossa força de vencê-los, e tudo se torna obscuro e frio, já não sabemos se podemos ir adiante e tudo nos amedronta, estou falando de uma sensação, que ninguém gosta de sentir, mas, que muitas vezes é mais forte do que nós mesmos, nos sentimos nadando contra a maré, estou falando de algo que muitos de nós já passamos e que ainda poderemos passar: o amor impossível!

Na realidade não existe amor impossível, Nunca um amor será impossível, pois quando o amor nasce em nós, ele já está lá, apenas o fato de já o sentirmos por alguém, já o torna possível, por isso, o amor impossível não existe, o que existe, são relacionamentos impossíveis, quando algo muito mais forte do que nós, nos impede de ficar com alguém, isso faz com que esse relacionamento possa se tornar impossível, mas nem tudo o que parece, é, então, muitas vezes, aquele relacionamento que nós achamos que é impossível, na realidade pode não ser, é uma questão de analise, de olharmos um pouco, do lado de fora, e ver o que faz com que nós pensamos, que o relacionamento para nós se torne impossível.

E quando nos deparamos com um amor impossível, ficamos sem saber o que devemos fazer, será que o melhor é esquecer? Ou será que devemos insistir nesse amor, mesmo que possamos a vir sofrer com uma eventual dor de desprezo? São perguntas que nos fazemos e com certeza, nos sentimos realmente perdidos diante de uma situação como essa, é muito difícil saber que amamos alguém e que esse amor (relacionamento) para nós é impossível, mas afinal, o que é um amor impossível? Vamos ver, algumas situação, em que o amor entre duas pessoas pode se tornar um amor impossível.

QUANDO UM AMOR PODE SE TORNAR IMPOSSÍVEL?

#1 – A pessoa que amamos é casado (a) com outra pessoa.

Muitas vezes, basta apenas um olhar para que a paixão surja em nós, para que o nosso coração acelere, para que passamos a querer e desejar aquela pessoa que acabou de nos chamar toda a atenção, porém, nesse momento, ainda não conhecemos essa pessoa e nem sabemos sobre os seus relacionamentos, mas, como se diz, a gente não manda no coração, e por isso, nos apaixonamos e quando for o momento de conhecermos essa pessoa, nos deparamos com uma fato que nos amedronta, que nos tira a paz, que nos atinge como um balde de agua fria; descobrimos que a pessoa amada, já pertence a outro alguém, nesse caso, é preciso ter uma boa conversa com a pessoa que amamos e deixar claro o que se sente e chegar a uma solução o quanto antes, pois o sofrimento pode se tornar inevitável.

#2 – As pessoas são de duas classes sociais muito distintas

Pode parecer uma grande besteira, mas ainda há muitas pessoas que não se sentem a vontade para criar e assumir um relacionamento com uma pessoa que não seja da sua classe social, principalmente quando a pessoa é de uma classe social inferior, além da pressão de todos os seus familiares e amigos, fazendo com que a pessoa amada se afaste por se sentir menosprezada nesse meio,  e com isso a pessoa sente que jamais, poderá ter um relacionamento com alguém que não aceitará a sua situação social ou financeira, tornando esse amor, um amor impossível, nesse caso, novamente o mais indicado é uma boa conversa, ainda mais quando os dois se amam, e esse amor, não pode ser parado por familiares, amigos, conhecidos ou quem quer que seja, pois o amor, preenche e completa a vida de uma pessoa, não devemos se importar com situação social e financeira quando a questão é amor, e com uma boa conversa entre os amantes, acredito que os dois chegarão a uma boa conclusão.

#3 – Distâncias muito grande entre as duas pessoas

Hoje, vivemos a era da informação, temos toda a tecnologia em nossas mãos, e a internet nos permite com que as pessoas fiquem conectadas e se sintam, cada vez mais próximas uma das outras, se o problema da relação é apenas a distância, acredito que isso pode ser resolvido se o amor é maior do que o medo, há pessoas frequentemente, saindo do Nordeste para namorar e construir a sua família no Sul e vice e versa, quando o amor é verdadeiro, nada pode separar, nada pode impedir, nem mesmo a distância entre essas pessoas, vale a pena apostar, pois com certeza, o esforço será retribuído, quem ama, não vê distâncias, pois os dois são um só coração, um amor dividido pela distância, é um amor que não floresce, mas nada impede com que os dois finalmente se encontrem e resolvam esse “pequeno’ detalhe.

#4 – Pensamentos incompatíveis entre as duas pessoas

Com certeza você conhece aquele casal que vive brigando, parece gato e cachorro, não é mesmo? Isso acontece exatamente quando os pensamentos são incompatíveis entre as duas pessoas, quando os dois pensam completamente diferentes, quando os dois são teimosos e ninguém sabe a hora de ceder em uma discussão, para que um relacionamento dure é de fundamental importância os dois se entenderem, quando um fala o outro ouve e quando há um problema, os dois, buscam uma solução amigável, se você está amando uma pessoa e vê que vocês dois pensam completamente diferentes, busque amenizar essa situação, procure entender o lado da outra pessoa e chegue a um acordo com ela, para que vocês possam viver sem conflitos e sem muitas brigas, pois algumas brigas, farão parte.

#5 – Religiões diferentes

Quando a questão é religião, é muito complicado, pois os dois procurarão defender a sua fé de qualquer jeito e para que um relacionamento dê certo, entre duas pessoas de religiões diferentes, é preciso com que os dois aceitem essas diferenças e possam viver tranquilamente com a religião do outro, não atingindo a sua fé e mantendo o respeito, se esse não for o caso, o melhor é nem tentar forçar a barra, que não vai dar certo, jamais tente tirar ou jogar a religião contra a pessoa, que certamente você vai perder, aqui o jeito é se entenderem e se respeitarem ou nada feito!

#6 – Diferença muito grande entre as idades

A sociedade tem mudado seu pensamento um pouco sobre essa questão, mas ainda, é muito notável, quando um casal, tem idades muito diferentes, aposto que você já viu um homem de uns 60 anos, namorando uma jovem de uns 25, não viu? Pois bem, e o que você pensou? Seja sincero, hein… a grande maioria vai dizer que é por dinheiro, que ela está dando um golpe, que isso não existe, que pode ser de tudo, menos amor de verdade, na verdade, somente os dois podem dizer isso, e por isso, muitas pessoas, preferem matar esse amor dentro delas, do que buscar uma solução ou se declarar para a pessoa amada, afinal, quem vai viver com você é quem você ama e não os outros, jamais devemos pôr a opinião dos outros acima dos nossos sentimentos e desejos, por isso, se esse for o seu caso, não desperdice a chance de se declarar, acredite no amor, não apenas imagine que ele é impossível, faça tudo o que estiver ao teu alcance, e só então, o classifique como possível ou impossível.

#7 – Ser amigo (a) da pessoa que você já tem uma relação

Agora, imagine a seguinte situação, você está namorando e de repente seu namorado ou namorada te convida para uma festa, e você, vai só para acompanha-lo (a), chegando, ele (a) te apresenta para alguns amigos (as) e você por um instante, tem uma atração por um deles (as), o que fazer? Com certeza, para que isso aconteça, seu coração já deve estar vazio, pois, quem ama, tem lugar apenas para seu amado(a), quando a relação esfria, quando você já não ama mais o seu parceiro(a) e fica se sentindo sozinho(a), se esse for o seu caso, saiba, que primeiro você deve identificar, que tipo de sentimento você está tendo, será que é amor mesmo, ou apenas uma paixão? Apenas uma atração momentânea? Jamais se esqueça, que antes de você iniciar uma relação, você precisa encerar a que você já tem, então, se for mesmo amor, primeiro resolva a situação com o seu parceiro(a) e então, faça o que seu coração dizer, mas faça as coisas certas, nem pense em traição, que é como você colocar uma corda no pescoço.

#8 – Ele (a) é seu Professor (a)

Nesse caso, seu primeiro passo, será descobrir qual é o seu estado, se ele (a) é solteiro(a) ou não, e então, perceber de verdade o que é que você sente, será que é amor mesmo, ou talvez seja apenas uma atração, ou mesmo uma simples admiração? É muito comum as pessoas confundirem, amor, com admiração, quando você admira alguém, você o admira pelo que a pessoa faz, fala, ou sabe, isso não é amor, amor é quando alguém pode se tornar inválido e mesmo assim, o amor continua o mesmo dentro de nós, quando não esperamos nada de alguém e ainda assim, continuamos a ama-lo.

SENTIMENTOS CONFUNDIDOS COM AMOR

O amor é um sentimento que nos faz ver a vida com nossos olhos e nos dá um novo ar, uma nova vida, uma nova direção e nos transforma por completos, contudo, muitas vezes, não sentimos amor por alguém, mas um outro sentimento, outras sensações que fazem com que nós acreditamos que o que sentimos é amor, mas na realidade não o é, vamos ver então, quais são os sentimentos que podem ser confundidos com amor:

#1 – DESEJO

O desejo faz com que queiramos estar com alguém, faz muitas vezes com que digamos “eu te amo’ ao invés de dizer, um “ eu te quero por uma noite” quando desejamos alguém, queremos ter a pessoa em nossos braços, beijá-la, fazer carinho e amor com ela, mas é um sentimento que é passageiro, o desejo, geralmente é momentâneo, seja para saciar-nos ou para nos sentirmos protegidos, esse desejo não é amor, é apenas uma vontade de ter alguém por algum instante.

#2 – ADMIRAÇÃO

Muitas vezes, admiramos alguém e acreditamos erradamente, que estamos apaixonados por essa pessoa, a admiração, sempre tem um motivo concreto, o que devemos perceber e nos questionar é o porque a amamos, se a resposta dessa simples pergunta for, porque ele (a) é inteligente, ou porque canta bem, porque é isso ou aquilo, o que você sente, não e amor, é apenas admiração, que um dia some, tão rápido quanto surgiu.

#3 – PAIXÃO

Paixão não é amor, muitas vezes estamos apaixonados por alguém, mas ainda não sabemos se é a pessoa que queremos passar todos os anos de nossa vida, ainda não sabemos se é amor de verdade, não sabemos até que ponto estamos decididos a lutar por um amor, a paixão é muitas vezes breve, podemos estar apaixonados por alguém um dia, uma semana e já no outro não, é inconstante, não tem fundamento, é como se fosse apenas uma atração, o amor é constante, ele não tem dia certo para amar e não, já a paixão, surge do nada e do nada ela desaparece.

Seja qual for a sua situação, se você tem um amor impossível, procure analisá-lo e verificar se há uma possibilidade, e se for amor mesmo, tente lutar, tente torna-lo possível, pois o impossível, foi inventado, por alguém, que um dia não conseguiu.

Se você gostou desse Artigo, Compartilhe e Deixe seu comentário!

2 Replies to “Como Conquistar um Amor Impossível”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *